Google+ Badge

domingo, 30 de dezembro de 2012

--feliz ano novo.

Oois galera! chega de tristeza, chega de lamentações.
Hoje eu vim aqui, deixar a vocês que me acompanharam durante todo ano de 2012, uma mensagen de  --feliz ano novo---,
que foi enviada para meu e -mail, atravéz de uma amiga desde 1998, a Patrícia. a quem eu devo muitas coisas, quem ja participou de momentos incríveis e marcantes que eu  vivi ao longo dos  meus dias!!!!!!! bom, sem mais delongas, segue a mensagen a baixo, e feliz 2013! E a gente se vê!
Neste mesmo canal de comunicação, dividindo informações, emoções, conquistas, alegrias, e o que + vier por aí!!!!!
Um beijo enorme pra todo mundo, e meus agradecimentos pelos comentários, e pelo apoio galera!
 *Mensagem de Ano Novo*

*"Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.
Industrializou a esperança
fazendo-a funcionar no limite da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano
se cansar e entregar os pontos.
Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez
com outro número e outra vontade de acreditar
que daqui para adiante vai ser diferente...


Para você,
Desejo o sonho realizado.
O amor esperado.
A esperança renovada.


Para você,
Desejo todas as cores desta vida.
Todas as alegrias que puder sorrir.
Todas as músicas que puder emocionar.

Para você neste novo ano,
*Desejo que os amigos sejam mais cúmplices,*
Que sua família esteja mais unida,
Que sua vida seja mais bem vivida.
Gostaria de lhe desejar tantas coisas.
Mas nada seria suficiente...

Então, desejo apenas que você tenha muitos desejos.
Desejos grandes e que eles possam te mover a cada
minuto, ao rumo da sua felicidade!"

Carlos Drummond de Andrade





*Que este Ano Novo que se inicia seja repleto de realizações e sucesso,
cercado de muito amor, paz e saúde!!! Que em nenhum momento** **percamos
nossa fé e que possamos superar todos os obstáculos que a vida nos impõe.*

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

socorro. que natal foi esse?

ois galera! bom, assim como eu disse, saí daqui na 6ª-feira quando ja era noite, e fui tomada por uma multidão eofórica, que também queria viajar. la eu fui pra casa da família MS, porquê senão, ai elas ficariam estremamente bravas comigo. E nós apenas conversamos, eu tomei um suco pra refrescar o corpo e pra  ver se eu conseguia parar de pensar, e depois fui dormir. no sábado me levantei estremamente melamcólica. odiei isso.
sabia que ia chorar.
ééééééééeééé. me arrumei, e segui runo a uma outra casa que eu gosto muito, casa dos  JD. la eu ri bastante com algumas coisas que me contaram, e eu acabei chorando. mais não teve nada haver com eles. eu acho que a minha depreção está mesmo em alta. qualquer palavrinha que eu  ousso e que me parece ser pesada, me machuca muito, e eu choro rios e rios. nunca fiquei assim, estou parecendo as meninas grávidas la do meu emprego, que choram com facilidade. eu não queria ser assim, afundei o rosto num traveceiro, e la eu chorei. mais não foi um choro longo, foi curto, e as lágrimas pareciam estar queimando meus olhos atrofiados pela cegueira.
no domingo meu noivo chegou la, alegando ter esquecido quase toda a mala em são paulo. ja que ele havia feito uma troca  de bolsas no dia anterior, e assim várias coisas ficaram dentro da bolsa que ele não  tinha levado, e eu fiquei estremamente pocessa de raiva. ele  até disse que meu presente havia ficado  na mala que estava na casa dele, mais ele se adiantou e comprou outro. mais não foi isso que me chateou, mais sim a atitude dele em não verificar a mala, sendo que eu tinha falado mais de 1000 vezes que ele tinha que checar tudo antes de sair. droga! será que homen não pensa sozinho? nós ainda demos algumas risadinhas juntos, e nada de namoro. 1º porquê eu estava na casa dos outros, e 2º porquê estava brava com ele. mais foi naquela madrugada que a minha gastrite atacou de uma forma violenta, e eu passei horas e horas agaixada de frente  pro vaso vomitando sem parar, e ele la do meu lado com voz de choro me dizendo que deveria ir ao médico. não seu idióta, isso se chama"  nervoso, que você me fez passar."
me senti nogenta em fazer isso na casa dos outros, mais poxa, como engolir tudo aquilo? não ia dar. chorei dinovo.
depois atarde, eu  vi mais algumas pessoas que me divertiram, e eu e ele estávamos vendo o programa casos de família, e ele fez um comentário relacionando a minha pessoa ao programa, ( nem  vou escrever aqui.), e assim acabou me ofendendo, e eu cegurei seu braço direito, e com 2 dedos, belisquei a sua pele, e a torsi o máximo que suportava. depois eu me cansei, e meu coração estava pulando dinovo. droga. mais eu não podia chorar. não chorei.  mais fiquei com ódio dele. pedi pra terminar tudo, enquanto ele erguia a manga da camisa  e me pediu pra lhe beliscar dinovo  pois ele estava errado e etc. eu não quis repetir a sena. pois eu odeio agreções físicas.
e o deixei sozinho. paramos de conversar. a noite eu quase  chorei ( dinovo), vendo rei leão 1. e depois ja era natal. eu não dei um beijo nele. não dei feliz natal. eu não estava feliz. naquela hora eu só queria a minha cama. enquanto os fogos estouravam la fora, e as pessoas se apertavam. sorte que eles comessaram a falar sobre algumas coisas que   me fizeram rir, senão eu teria passado o natal mais melancólico de toda a  minha vida. e na terça-feira eu ja fui um pouco mais feliz, estava me sentindo sedutora com aquela roupa e com aquele perfune doce. as coisas com o dito cujo ainda estavam no mesmo pé. quando estávamos  em outros lugares, ele ainda reclamou a respeito da minha friesa e alzênsia, e eu não me manifestei, e falei muito durante a nossa viajen de volta. eu não sei porquê, não sei que isso significa, mais ele me cansou muito. hoje ele terminou de dar meus presentes, e eu  apenas lhe dei um cd do chris brown, que se chama fortune. e ontem fui depositar um dinheiro na minha conta, que eu estou juntando pro nosso casamento. eu antigamente estava eufórica pensando nisso. hoje em dia procuro ocupar a cabeça com outras coisas. não sei se tudo isso que eu sinto é só por causa da depreção. no meu servisso sinto   muito sono. mais  finjo estar bem, me esforso pra ficar calma e transmitir isso pras pessoas, menos pra ele. ai, daquiapouco ninguém entra mais aqui. mais eu preciso falar. e só quem teve ou  tem depreção sabe como isso dói, sufoca. sorry galera. foi mal. bjs.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

------ a importânsia do choro, contando de mim, trassando mudansas pra 2013.

oooois galera! ufa, finalmente o ano está acabando, ja estamos no dia 19.
as coisas aqui encasa deram uma amenisada falando do aspécto saúde, mais vem acontecendo outras que eu jamais poderei sitar aqui. a depressão continua reinando dentro do meu coração, me encurralando em abismos escuros e frios, fazendo com que assim, lágrimas  grossas dessam  dos meus olhos, e façam minhas bochechas se queimarem de tanta dor................... de tanta mágoa e rancor que vem  adicionado a elas. por isso eu resolvi postar hoje qual a importânsia de se chorar, e em outro post, eu falo mais de mim!

Importância do choro

Tanto no aspecto fisiológico quanto no psicológico, a lágrima é expressão saudável do humano.

Para a universitária Bárbara Nogueira, 21 anos, não existe local nem momento ideal para colocar aquele choro ´preso na garganta´ para fora. Pode ser ao
assistir um filme, num encontro de família, durante uma alegria, tristeza, vergonha, nervosismo, medo ou, até mesmo, raiva. ´Todos os sentimentos para
mim têm choro. Não sei se tem explicação, acho que sou mais sensível do que o normal. As pessoas dizem que choro por tudo, mas, na verdade, só choro pelo
que é mais importante. O problema é que quase tudo para mim é muito importante´, justifica a estudante, em meio a risos.

A realidade de Bárbara é semelhante à do jornalista e professor universitário Ronaldo Salgado, 53 anos. Segundo ele, ´demonstrações de amizade, de carinho,
exemplos de pessoas que venceram desafios, adversidades, gestos simples, saudade, lembranças de quem já partiu, filmes, músicas´ são motivos suficientes
para deixar as lágrimas virem à tona. ´Chorar é da condição natural do ser humano. Não é voluntário. Chorar só faz bem, desabafa, deixa mais leve. Com
o choro, aprendemos a nos reconhecer como humanos´, identifica Ronaldo.

O ideal mesmo é deixar as lágrimas fluírem livremente, como se permitem Bárbara e Ronaldo. Essas simples gotinhas, de acordo com a psicóloga e psicopedagoga
Heliane Pessoa, possuem grande importância para o desenvolvimento psicológico, no sentido de serem a primeira forma de comunicação com o mundo. ´É uma
maneira de chamar atenção e até garantir a sobrevivência, visto que de outra forma não seria possível apreender e compreender as necessidades do bebê´.

Já na fase adulta, conforme Heliane Pessoa, que também é psicóloga da Medicina Preventiva da Unimed Fortaleza, o choro funciona como uma forma de descarga
de tensão decorrente do acúmulo de sentimentos e emoções. No entanto, a especialista alerta que a manifestação é uma forma de ´expressão primitiva e precisa
ser percebida em seu significado para não bloquear a demonstração dos sentimentos, em sua forma mais madura, verbalizando e socializando sentimentos nos
relacionamentos interpessoais´.

Essa motivação emocional carregada de significado, como explica o oftalmologista David Lucena, presidente da Sociedade de Oftalmologia do Ceará, é que determinará
a quantidade de lágrimas produzidas. ´A quantidade está relacionada com o estado emocional alterado como o medo, tristeza, depressão, alegria exagerada,
raiva, aflição etc´.

Segundo o médico, no choro, a parte do cérebro responsável pelos sentimentos, associa um estímulo emotivo com aqueles que já temos guardados, gerando uma
resposta, podendo ser o choro.

Ainda conforme David Lucena, fisiologicamente falando, haverá liberação de noradrenalina e serotonina (substâncias relacionada à emoção), causando contração
da glândula lacrimal, liberando a lágrima, que parte sofrerá evaporação, parte será drenada pelos canais lacrimais e, em seguida, ingeridas. Independente
da idade ou, ainda, da motivação, o importante é também lembrar que as lágrimas possuem funções no organismo.

Tanto que, o oftalmologista acrescenta que elas apresentam o papel de ´proteger os olhos de certas infecções, limpar as impurezas da córnea e conjuntiva,
preservar a quantidade e qualidade das lágrimas produzidas, dando conforto no piscar´. Por isso, nada de ter vergonha ou esconder o choro! ´Reconhecer
momentos de fragilidade ou que fracassou não significa que é o fim, e sim só o começo ou um recomeço´, aconselha a psicóloga Heliane Pessoa.

--------------------------------------------------------------------------------  --------------------------------------------------------------------------------
http://www.paizzao.com/page29.html

Depois de ler essa matéria, eu  vi que não é tão ruim assim chorar.
Isso tem me aliviado bastante depois que passa. mais na hora que eu estou la " chorando", eu fico com raiva de mim mesma, me acho muito mole em ser assim. queria era rir até cansar, queria era me esquecer de todos os problemas, queria  ter uma vida diferente.
Tudo eu quero e quero. eu tenho que comessar a agir diferente, tenho que  comessar a pensar diferente, tenho que comessar a  percorrer caminhos diferentes no ano que vem, pra que as coisas tomem outro rumo. senão tudo vai ficar como está ou até  pior, e eu  vou só reclamar........ e isso não adianta absolutamente nada! mais na sexta-feira dia 21, eu irei pra  Poços de Caldas, onde vou passar o natal.
Volto pra casa no dia 25, pq dia 26 eu  trabalho! Acho que no ano novo eu estarei por aqui.
Mais em breve eu conto a respeito da minha viajen, que espero  que seja perfeita como sempre foi! adoro ir pra la!
eles me divertem muito, fora que Minas Gerais é um lugar bém tranqüilo, bom pra se relachar qualquer mente e coração!
E la eu não vou ficar ralando que nem aqui, todos os dias limpando a casa, ai, odeio-------************...... Eu sei que eu sou preguissoza gente! rs!
Beijão amores!
PS:
Tirei 100 nos feedbacks de Pricila, e Vanessa.
Eheheheeheheh.
Apesar da minha vida estar essa bagunsa, meu desempenho na  empresa continua atingindo a mesma meta de sempre.
Não posso parar né gente.
Tenho que  continuar mantendo o rítimo, tenho que ser uma boa funcionária, porquê eu  apesar de ter  um cansasso absurdo de  enfrentar esse mega trânsito  e ir pra la, sei que eu preciso demais desse emprego, e foi a porta que deus abriu pra mim quando eu estava ja desesperada.
Então não da pra reclamar sempre não.
Tem que levantar a cabeça, e seguir em frente.
Sempre  em frente.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

-- coisinhas para contar. triste.-- e-mail do noivo and resposta da noiva que sou eu!

oi galera! ja fazem exatamente 13 dias que eu não passo por aqui. mais agora eu vou dizer a todos (as), que deus me atendeu, e que eu passei sim em psicodiagnóstico interventivo! fiquei muito feliz com isso, e o resultado saiu no dia 27/11. eu também ja passei em  práticas de gestão/resultados, tirei 9 na última prova, e é claro que eu não esperava isso, mais estudei muito sobre a fnq, ( fundação nacional da qualidade), e  sobre a lideransa 2º a fnq. graças a deus. fiquei muito feliz ao ver isso no sistema. porém a enfermidade vem predominando sobre os membros da minha casa. a doença que empera por aqui agora é a deng. que é transmitida por um mosquito como todos ja sabem. e aqui tem feito muito calor, e  desde semana passada  que as coisas se complicaram por aqui, e eu tento fazer o máximo pra ajudar todo mundo, mais em sertas horas, eu me sinto impotente por ser " cega",   me sinto limitada, e nem todo meu esforso, resolve o problema pelo qual elas vem passando, e eu até chorei ontem por causa disso. eu estou muito sensível ultimamente, que será que pode ser isso? será que a minha depreção está voltando? *tomara que não*. amanhan eu vou buscar o medicamento que o dr alexandre me mandou tomar, ja ficou pronto. e eu estou juntando centavo por centavo pra conseguir me casar,  + sinseramente, nessa semana eu também fiquei triste com ele. por coisas símplis, mais tem algumas palavras que ele me fala que acabam  me machucando, e eu chorei ontem por causa de tudo o que está acontecendo. também por não ter atingido o que eu pretendia em psicologia jurídica. em uma prova eu tirei 5.4, e na outra 5.0, sendo que eu deixei de estudar pra tantas outras provas em nome dessa, que será meu estágio ano que vém. essa faculdade me desanima muito, eu  em muitos momentos tenho vontade de largar tudo. juro. sério. e daí amanhan eu vou fazer o exame dela. eu peguei mais 2, só que não vou fazer. senão aprendi no semestre, não vou aprender em 1 dia.
__ hoje eu estou melhor, cheguei encasa, ajudei todo mundo aqui, vi tv, só não deu pra descansar ainda.__.
- meu olho esquerdo também vem doendo bastante, e isso me incomoda.-
eu ainda não fui ver o que é, e quero que chegue o natal logo, adoro festa.
e espero que até la, tudo esteja normalisado aqui encasa.
:( outra coisa que me deixou estremamente aborrecida, foi que alice me disse que ferzinha está sem celular agora. ( não da pra explicar mais nada), mais agora ficamos incomunicáveis. pois ela está sem internet desde 6ª, e sábado  nós nos falamos, e ela me disse que estava com infecção de garganta, e ontem and hoje, eu tentei localisá-la pra saber se ja  havia melhorado. em fim, eu não entendi nada do que aconteceu la, mais tenho que aguardar. e tomara que pelomenos a net ela tenha acesso. tadinha.
bom galerinha, é isso por enquanto. me desculpem pelo tamanho do post infeliz, mais eu tinha que falar. beijos.
-- atualisando. oi amores, hoje  é 13 de desembro, dia do cego! ehehehehehehhh! parabéns pra mim, e pra toda galera dv do mundo afora. mais então  gente. na terça dia 11, eu passei por um apuro terrível aqui encasa, falando a respeito da saúde. foi realmente complicado sabe, e ela ainda não está melhor não. nós fomos até o consultório do omeopata, depois assim que chegamos aqui, eu fui ajudá-la quanto a manutenção da casa, tipo: roupas pra lavar, almoço pra fazer e etc. pois ela não para 1 minuto, e eu dei  o ar da graça né, discuti por causa disso. se ta doente, tem que socegar! mais em fim. daí depois disso, eu ainda organisei algumas coisas, e fomos  cuidar da alimentação dela por causa da anemia. eu fiz la suco de laranja com couve e beterraba. ( deve ter ficado orrível), mais ela precisa tomar, e daí não da pra ser boasinha, né
depois disso, eu ainda  fui medir a febre dela que baixou, estava em 37. ainda bém, pois na semana  anterior chegou a 39. e por fim eu ainda fui organisar algumas coisinhas, pois logo mais eu tinha uma prova pra fazer. ops, era o exame de psicologia jurídica.  eu não tinha estudado nada. quem disse que eu tive tempo pra isso? e também no mês anterior eu estudei tanto, e vocês viram as médias aí em cima. isso acabou comigo. daí o meu noivo apareceu aqui de taxi, e foi me levar pra facul. de la nós ainda passamos no supermercado pra comprarmos algumas coisinhas nescessárias, e trouxemos até chocolate pra casa ( e eu nem comi ainda, incrível!). daí eu também falei com a minha psicóloga, que me deu alguns concelhos que eu não curti muito. mais eu disse a ela, que me sinto inútil aqui dentro de casa, pois existem várias questões, que eu não posso ajudar a resolver, por conta da limitação visual. eu me sinto perdida, e sempre que temos que ir ao hospital, eu tenho que dar um jeito de chamar algun visinho ou algum taxi, porquê o samu daqui demora abesssa, e não da pra ficar esperando, eu tenho medo. e isso me entristece bastante. fora que eu ja ouvi tantas coisas nessas duas semanas em que ela está doente, vamos sitar:
" pra quê você vai ao hospital com ela sendo que você é cega? não vai poder ajudar em nada la."
" Nossa, você segura um bife com uma mão e corta com a outra? você  é porca em, eu não corto assim."
" você fica enchendo ela de comida, mais não é assim que ninguém sara. e você é muito mole."
tudo isso dueu, pois tudo o que eu tentei fazer até hoje, foi ajudar. é claro que não foi ela que me disse isso, mais poxa, então quer dizer que só pelo fato de ser cega, não da pra eu fazer nada?
daí ontem o clima ficou mais tenso ainda por volta de meia-noite, quando tivemos que seguir rumo ao hospital. la ela tomou soro e fez mais um exame de sangue. e graças a deus suas plaquetas almentaram. daí eu fiquei la a madrugada toda, e depois fui trabalhar. hj o dia não passou e não rendeu nada.
eu ando me sentimndo muito mal, ando me segurando ao máximo pra não chorar. e não é só a questão da dengue dela que me encomoda. são todos os assuntos. graças a deus eu passei em psicologia jurídica, acabei de ver no sistema. mais  me mandaram um e-mail hoje mesmo, falando que eu não fiz nada  do tcc e etc. como não gente, ja falei desse assunto em posts anteriores. e me senti mal dinovo. é claro que eu fiquei mais focada na clínica pois eu precisava passar com urgênsia. ainda mais depois de ter vivido aquele enferno no começo do ano. não ia dar pra reprovar dinovo. mais  as pessoas não são capazes de reconhecerem nada mesmo. eu não sei que ta acontecendo! meu noivo fala que devemos adiantar ao máximo esse casamento. e eu até concordo com ele sabe. e eu também sinto que de vez enquando, eu tenho perdido a paciência com ele, e não podia ser assim. mais parece que esse mês de desembro ta muito pesado pra mim, quando deveria ser um dos mais calmos. porquê a vida é assim? e eu estou morrendo de saudades da fer. e hoje ja tem 1 ano e 5 meses que a gente se conhece. minha irmãzinha. ela me mandou e-mail nessa semana, e amanhan vamos nos falar. eheheehehehehehh! e eu quero que ela volte a ter um sinal de comunicação. mesmo que seja celular. preciso falar com ela sobre tudo. sobre todos. outra amiga minha da adolescência que era minha confidente ressurgiu, e me mandou até o diário dela. fiquei de cara, ta todo mundo enrolado no fim de 2012! será que é pq 2013 vai ser suave? ps: cortei meu dedo dia 11, mais ja ta sarando! kkkkkk vida de cozinheira é assim. pra quem odeia cozinha  ficar la  todos esses dias, acrescenta cicatrízes da batalha com as facas: cortinhos! brincadeira galera! salve salve sexta, tô indo nessa. em breve retorno.! beijooooosss!
-- atualisando::::
15/12:
oi galera. hoje só choveu, eu limpei toda a casa, chorei num pedaço da tarde, depois dormi, fui ver como ela estava e ( graças a deus ja melhorou bastante), e agora pouco recebi um e-mail que faço questão de publicar:

Assunto:  oi minha monaliza.

oi amor da minha vida. venho  nesse símplis texto te homenagear, e falar o quanto você me faz feliz todos os dias. É por isso que eu sou completamente apaixonado
( pela minha monaliza).
Apartir do ano que vem, nós iremos nos unir num só corpo, alma, e coração.
Porquê  nós iremos ser abensoados por nosso Jesus no nosso casamento que esperamos ser muito feliz!
Você pode esperar do seu esquilinho    1º Fidelidade,  2º Companherismo, 3º  Amor eterno.
Eu  e minha monaliza seremos  pais de uma linda menina que vai se chamar Laura Caroline.
E para completar  nossa linda  família,   teremos um cachorro maravilhoso, que irá se chamar Golfinho.
Então  para terminar  este e-mail, queria te dizer que  eu te amo muito, e que sempre estarei com você. seu noivo apaixonado. (L)
Beijos minha linda.
--- Assunto: Re:  oi minha monaliza.

oi esquilinho. é com grande satisfação que respondo este e-mail. pois
ver na sua caixa de entrada uma mensagen do seu noivo é bém importante e
até diferente. queria te dizer que assim como você, eu estou anciosa
para que o nosso casamento acontessa o mais breve possível. depois de
todos esses anos juntos, acho que ja é hora de deixarmos o statos noivos
no passado, pois ja passamos por diversas provas, que garantiram que o
amor mais uma vez venseria. tanto é, que ele venseu. principalmente
nesse ano de 2012, que foi um ano de prova de fogo que você e eu
passamos. 1º o desemprego, 2º a questão familiar,  e 3º a história da
serurgia. isso tudo mecheu demais com as nossas estruturas, + nós
vensemos graças a deus. nem acredito. agora só juntarmos dinheiro, para
termos em breve o nosso cantinho, e é claro, a nossa filha e o nosso
cachorro como você sitou! eu não vejo a hora, estou anciosícima pra
isso. e espero que você cumpra com o que você me prometeu em.
principalmente em relação a fidelidade e amor!
mais eu também prometo estar com você durante todos os momentos da sua
vida, sejam eles bons ou ruins, como eu sempre estive. e por mais que as
pessoas achem que cego com cego é = a dificuldade, eu digo que cego com
cego, é = a superação, realização!
eu te amo, e quero casar logo. e que venha em breve a nossa laura!
e principalmente, a nossa paz!
sua noiva.