Google+ Badge

sábado, 31 de janeiro de 2015

--39 Semanas. O pródomos, meus 4 dedos e meio de dilatação, a confusão dos meus sentimentos, amor incondicional.--

Ois pra todo mundo! Preciso atualisar os heventos que marcam o fim da minha gestação. Chegamos às 39 semanas nessa quinta-feira, e eu me sinto extremamente feliz por isso. Foi muito bom viver esses momentos ao lado do meu príncipe. Ele me ensinou muitas coisas, ele aqueceu meu coração, ele me impulsionou a continuar de pé quando eu quis cair. É, ele mudou a minha vida. Ele foi maravilhoso, ele é o presente que Deus me deu depois de muitos e muitos anos de lágrimas derramadas, em nome de uma causa que me parecia ser impossível.
Ser mãe não é caminhar em um jardim repleto de flores, + simn aprender a caminhar entre os espinhos, e tirar uma lição de cada um destes momentos.
Nós já vivemos diversas coisas juntos, que eu seria incapaz de escrever. Pelo símplis fato de querer esquece-las, para que ele não venha a ter decepções tralmáticas no futuro por conta de fatores isolados.
No sábado passado, dia 24, eu  não estava lá muito bem. acordei com cara de interro, meio melamcólica, desanimada. fui fazer a minha unha, e depois disso eu comecei a ficar encomodada. umas dores chatas iam e vinham com muita frequensia, e a minha doula acabou passando na  minha casa, fez massagen nas minhas costas, eu fiquei sentada na bola fazendo exercícios, e a minha família estava em pânico. queriam que eu fosse pra maternidade, e eu não queria ir.. A enfermeira que acompanha a doula, estava longe de casa, e sendo assim, fomos pra maternidade. Eu fui ajoelhada dentro daquele carro, e essa foi a minha pior sensação. Eu me senti cansada, e as dores parece que almentaram, a sei-la. Não da pra expçlicar! Chegando lá, eu soube que estava apenas com 2 centímetros, ou (2 dedos), de dilatação.. Me mandaram voltar pra casa, e eu assim fiz.
Passei a noite inteira acordada, andando, e fazendo exercícios na bola. Meu corpo me pedia isso, e eu nem queria dormir. Nem conseguia. Queria ajudar meu príncipe a chegar logo! Só deus sabe explicar como eu estava emocionada naquela hora!
Foi difícil me manter calma e não desatar a chorar.... buaaa.
Mas eu consegui me manter ativa até umas 7:00, depois de ser contrariada por todo mundo, eu acabei adormecendo.
Sei que o domingo foi passando, e eu continuei lá. Dilatando de pouquinho em pouquinho.
A enfermeira veio me ver anoite e disse que eu estava com 4 centímetros, ou  (4 dedos) de dilatação.
Yahoo!!!!!! Imagine você aí a cara da mamãe aqui.
Fiquei radiante. Pensando que de segunda-feira meu filho não passaria..... Ia nascer, e finalmente eu o conheceria!!!!!!!
+ A enfermeira disse que eu precisava descansar, pois  se o bebê fosse mesmo nascer, eu precisaria de forsa pra hora do espulsivo. (hora de fazer forsa pro neném sair.)
Eu acabei repousando, e dormi muito mal naquela noite.
E eu fui muito cobrada principalmente por algumas pessoas do convívio do marido, do porque do bebê ainda não ter nascido. Como é que eu ia responder? Não nasceu pq não tava na hora!
Isso me deixou mega deprimida. Na segunda-feira eu já acordei chorando. E não fiz muitos exercícios como antes. E desde então, a minha dilatação não evoluiu +.
Isso me deixou mais frustrada ainda, e eu morria de medo de não conseguir dilatar, e olha só o que está acontecendo!!!!!!!!!!!
Isso me fez sofrer muito. Me fez sentir incapacidade diante da situação. Já que eu perdi meu plano de saúde, o que eu queria era me preparar pra hora do parto, e conseguir meu objetivo final!!!!!!!!!! E eu parei no meio do caminho! Eu geralmente não desisto do que eu quero.
+ Isso está me matando por dentro.
Na quinta-feira minha doula disse que eu ainda tinha tempo, que o meu corpo pode ir dilatando aus poucos até chegar nos 10 cm ou (10 dedos), + e se não chegar?
Existem certas coisas que me favorecem  nessa história.
:1: Meu colo já está virado.
:2  Ele também já está fino.
:3 Isso facilitaria abessa meu parto.
E o que eu tenho de contrário, é que minha bolsa não estoura dijeito nenhyum!
(Isso pq desdos 5 meses eu estou de repouso pra segurar meu anjo dentro da barriga, com risco da  "BOLSA ESTOURAR!"
Aí eu estava pensando em me internar pra que eles indusicem o parto.
Porque se eu esperar até 42 semanas e não conseguir dilatar, não é isso que eles vão fazer?
(Mas essa indução respeitaria meu plano de parto, e eu ainda tenho sorte de já ter dilatado um bom bocado.)
Eu andei passando muito mal. As contrações tem um bom espassamento entre uma e outra, porém são muito, muito doloridas. Eu às vezes até choro.
E como ele já está sefálico, (de cabeça pra baixo), já está  com 39 semanas, pulmãozinho preparado, não tem porquê deixar ele preso aqui, certo?
A noite eu vou pedir pra enfermeira vir dar uma avaliada. Se a dilatação tiver evoluído, (eu acho que não pq eu antes estava com dores mais fortes e ela não saiu dos 4 centímetros e meio) eu não  vou pro hospital. Se ela continuar nos 4 e meio, eu vou amanhã me internar.
Até porque minha obstetra já está brava comigo pq eu estou com tudo isso de dilatação e não saí de casa! E segunda-feira eu tenho consulta. Ela vai me matar!
Minha doula quer que eu espere até 42 semanas.
Mas eu espero mesmo é que ela me apoie mesmo que eu decida ir com 39 semanas e 3 dias pro hospital.
Bom galera, por hora é só. Logo eu volto com mais novidades sobre o amor da minha vida!!!!!

**Atualisação***
A enfermeira veio me visitar, e eu estou com 5 centímetros, (cinco dedos) de dilatação. Como o parto evoluiu, eu não vou me internar amanhã. Na terça-feira a enfermeira volta pra me avaliar de novo
Ela disse que acredita que dessa semana o João Lucas não passa.
#Que Deus nos ajude!!!!!

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

--38 semanas. misto de sentimentos, o plano de parto.

Oi gente!!!!! Hoje chegamos às 38 semanas. Meu príncipe já viveu 266 dias.......
Eu estou mais emocionada do que nunca, pois a hora de vê-lo se aproxima, e isso deixa meu coração a mil.
Eu até que ando passando bem, só que ontem meu tampão começou a sair, e hoje ainda saiu mais um pouco. Eu liguei pra minha doula, que me explicou o que isso significa. Vamos conferir!

***
O que é o período premonitório do parto (pródromo de trabalho de parto)?

O trabalho de parto é antecedido por um período preparatório denominado de pré-parto, período prodrômico (ou pródromo de trabalho de parto) ou período
premonitório. Nesta etapa vários sinais estão presentes, demonstrando que o trabalho de parto e o nascimento do bebê se aproximam.

O período premonitório do parto ou período pré-parto é caracterizado pela presença de contrações, por vezes dolorosas, que ocorrem em intervalos e intensidade
irregulares, não apresentando ritmo. Essas contrações não são efetivas para dilatar o colo uterino e constituem o chamado “falso trabalho de parto”, onde,
embora haja contrações, não há alteração do colo do útero (ou seja, não há a dilatação do mesmo com progressão para o nascimento do bebê).

Nesta fase há a descida do fundo uterino (a barriga materna fica mais baixa), decorrente do encaixamento da cabeça do bebê na pelve materna. Essa descida
da cabeça do bebê acarreta no aumento de dores lombares e dores nas articulações dos ossos do quadril da gestante. As vezes a única manifestação é uma
sensação de “peso” na região supra-púbica (na região da bexiga).

Há ainda nesta fase, uma secreção exacerbada de muco pelas glândulas presentes no colo uterino, sendo eliminada uma secreção mucosa pela vagina, acompanhada
ou não de sangue em pequena quantidade. Este sinal é chamado de perda de tampão mucoso.

O colo uterino fica mais amolecido e progressivamente mais curto ao toque vaginal (processo chamado de amadurecimento do colo).

Próximo ao final da gestação, as contrações se tornam mais freqüentes e intensas e a regularidade associada à dilatação do colo uterino caracterizam o
trabalho de parto que se inicia.

Não é possível dizer o exato momento em que há a transição do período pré-parto para o trabalho de parto, pois o período premonitório do parto pode anteceder
o parto em dias; e esta transição ocorre normalmente de forma gradual e quase insensível.

Na noite anterior, eu praticamente não dormi. Tive inúmeras contrações de treinamento, + eram bem diferentes daquelas que eu tinha com 5, 6, 7 meses de gestação. Essas não situavam a dor somente na barriga, mas também nas costas, e na parte de trás da coxa. Mesmo assim eu continuei me exercitando com a bola, fiz alguns agaixamentos, e pedalei muito na bicicleta ergométrica, e também fiz caminhada.
Não quero passar de 41 semanas, pra que eles não tenham que indusir meu parto. Já disse que quero que meu príncipe venha ao mundo de forma natural.
Bom, meu plano de parto já foi protocolado na maternidade, e eu queria compartyilhar um pouco disso com vocês que me acompanham.
Vamos lá:



ADMISSÃO E TRABALHO DE PARTO
_ Não autorizo:
·         Realização de enema (lavagem intestinal) nem de tricotomia (raspagem dos pelos).
(Isso eu posso fazer em casa né gente. Sempre fui muito nogenta quanto a minha igiene pessual, e não acho que deva ser submetida a uma raspagen daquelas que parece que a enfermeira vai acabar cortando a sua vagina, de tão rápido que ela te depila. E às vezes pode acontecer da mulher evacuar no parto. Oo, pode ser, + pode não ser. então esse negócio de lavagen pra mim não serve. É só mais uma rotina que alguns hospitais mantém, e também o bebê vai sair pela vagina, e não pelo anos. Não a qualquer risco de contaminação.)
 
·         Rompimento artificial da bolsa se o bebê estiver bem.
·         Uso de drogas (soro, ocitocina...) para indução ou aceleração do trabalho de parto, sem indicação real.
·         Oferecer administração de analgesia ou anestesia, se achar que preciso eu solicitarei.
(Por quê vão romper minha bolsa sem qualquer explicação? 
Eu mesma posso responder isso.
Pra acelerarem o trabalho de parto.
Pera lá. 
Mas eu não estou com pressa, então não tem motivo!
E  existem bebês que chegam a nascer dentro da bolsa. Se ele estiver bem, não tem explicação pra tirá-lo do ambiente em que ele está acostumado.
A ocitossina, só serve pra que a mulher fique tendo contrações sem intervalo, também utilisada pra acelerar o trabalho de parto.
Eu quero que meu corpo trabalhe em seu rítimo, que as contrações venham, e deppois voltem. Nada de ficar 12:00 com dores intensas sem um tempinho pra respirar!
Quanto a analgesia, serve pra aliviar as dores do parto.
Mas se eu contratei os servissos da doula, automaticamente estão estabelecidos métudos para que as dores sejam aliviadas, como por exemplo:
Massagens, fazer uso da bola, e tomar banho...... Então não é nescessário na minha opinião.
Os médicos não suportam esperar. Mas se o corpo feminino foi preparado pra parir, ele mesmo possue seus métudos para aliviar os incômodos que surgirão no presente ato...... Então equipe, não se preoculpe! O que conta nisso tudo, não é o quanto de dor eu vou passar, + sim o bem estar do meu filho que está para chegar, de fporma natural e saldável!
Muita gente pode me achar radical, podem achar que eu estou dando uma de super mulher aqui, + não é. Por falta de informação, muitas gestamtes sofrem inúmeros tipos de violência na hora do parto, porque a equipe médica decide tudo, e não da a oportunidade da mulher escolher, pensar sobre o assunto. Ee guria, é a sua vida, e a vida do seu pequeno(a) que está em jogo!!!!!!!! médico sabe de muitas coisas, + ele não é Deus. Que fez tudo com perfeição, e ele te dará métudos para parir com tranquilidade.)

_ Gostaria de:
·         utilizar métodos não farmacológicos para o alívio da dor com ajuda da doula.
·         poder ingerir líquidos e alimentos (não ficar em jejum absoluto).
·         ter liberdade de movimentos como: caminhar, usar a bola e tomar banhos quentes para evolução natural e diminuição da dor.
·         restringir ao máximo o número de toques vaginais.
·         realizar monitoramento fetal por Cardiotoco apenas quando essencial e não contínuo.


 ( Não tem porquê ficar em gejun, se eu vou precisar de energia pra ter um bom parto. Se ficar 12, 13, 14, 15, ou 16:00 sem comer, vou tirar energia de onde?
Toques vaginais são realisados pra saber se a mulher já evoluiu ou não quanto a sua dilatação. Mas não precisa fazer isso a cada 5 minutos, certo? A mulher  pode acabar ficando nervosa com isso. Prefiro que eles oussam o coração do meu filho com o sonar, porque é mais fácil, e ele será monitorado da mesma forma.)
Como o plano de parto é muito estenso, eu volto no próximo post pra contar o que + eu coloquei aqui como prioridade para o tão esperado dia!
___Falando do príncipe:
Ele tem mechido de forma diferensiada nesses dias, + continua sendo a rasão da vida da mamãe aqui.
A malinha dele já está pronta, e só aguardamos então para a hora h.
Acho que agora minha barriga não vai crescer +.
Preciso tirar minhas últimas fotos, antes que ele chegue e eu não tenha registrado seus últimos momentos dentro de mim, sendo somente "meu".
Beijinhos gente, em breve eu volto!

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

--37 semanas. Mudansas quanto ao nascimento do príncipe, falando sobre a doula.

Olá a todos! Dei uma sumidinha, pois a minha vida tem sofrido grandes transformações, + graças a Deus, todas são positivas. Eu não estou + de repouso. Agora já posso andar, e passear um pouco. Não da pra fazer estravagânsias, porque aqui está muito, muito calor. Bomn, eu fui na doutora Teresa no dia 05/01, e no dia 12/01. Eu estou bem, até emagreci um pouco. E o meu filho também está ótimo graças a Deus. Ela disse que não vai poder me entregar uma carta, pedindo para que o médico da maternidade realize minha cesária, pois isso vai contra os procedimentos éticos de sua profissão. Eu me senti totalmente desamparada. Basta não saber quem será o médico que irá me atender, basta não saber quais procedimentos serão tomados, basta ficar a mercê das vontades da equipe. A partir disso, eu decidi contratar uma doula pra me acompanhar nessa fase tão linda, + também tão céria na vida de qualquer gestante. Pois ali estão duas vidas, que dependem do sucesso do trabalho de todo o conjunto, para que fiquem bem, e saudáveis.
O nome dela é Cris, e neste dia 14/01/2015, ela veio até aqui em casa me visitar, conversou com a minha família a respeito do parto, esclareceu  várias dúvidas que eu tinha, me mostrou um útero, uma bolsa, um cordão umbilical, e uma placenta. todos estes materiais são feitos de crochê,  e me proporsionaram então o poder para imaginar meu corpo por dentro. foi muito legal viver esta esperiência.
Ela deixou aqui em casa a bola de pilates, para que eu treine exercícios relacionados a minha pelves.
Me disse para preparar um cd com músicas relachantes pra que eu possa ficar calma quando as contrações vierem, me disse que me fará bem pedalar na bicicleta ergométrica, fazer algumas caminhadas, fazer bicicleta deitada na cama, ficar com as pernas para cima para que meus pés desinchem.
eu gostei de ficar sentada na bola, e decidi me preparar fisicamente e emocionalmente para este momento. antes da doula chegar na minha casa, antes de tomar nota de todos estes procedimentos, eu entreguei tudo isto nas mãos de Deus, e estou buscando sua orientação para seguir com estas modificações, avaliando que eu não tive escolha, e não pude descansar e realizar minha cesariana como eu faria se ainda tivesse meu  plano de saúde.
(mas não estou reclamando de absolutamente nada.)
Pode ser que tudo isto seja para que eu vivensie no corpo e na alma, a esperiência de conseber um filho a partir das minhas próprias forças. Respeitando meu corpo, e acima de tudo isso, apresentando ao meu filho, o praser de estar nos meus braços assim que chegar ao mundo.
Momento que é excluido da vida da mãe e do bebê que passam pelo processo da cesária.
Outras vantagens que se apresentam mediante ao meu histórico gestacional para a realização do PN, é que meu colo é fino, (então pode ser que isso me ajude a dilatar com mais rapidez.) e eu também não tenho pressão auta. porque se tivesse, teria de realizar uma cesariana antes de 40 semanas.
e é claro que eu faria. farei tudo o que for possível e até o impossível em nome do bem estar, e da saúde do meu pequeno.
meu marido concordou comigo no que disrespeito a doula, e pode esclarecer suas dúvidas com ela. Mas pasmem, ele não assistirá o parto. disse que não suportaria me ver passando dor! eu já sabia que ele não iria, ja havíamos conversado sobre tudo isso.
a partir de hoje, minha maratona de exercícios vai começar. também vou procurar descansar bastante, para que na hora H, eu tenha bastante energia.
Agora vamos falar desse bebê maravilhoso!
ele continua se mexendo, mas seus movimentos são mais curtos, e suaves. A doutora teresa disse que isso se deve ao estágio em que ele está.
Encontra-se de ponta cabeça, e já não ah muito espaço para que ele se movimente rápido e frequentimente como antes. (Está chegando a hora dele nascer, e eu estou muito ansiosa/feliz/emocionada!!!!!!) Em breve volto com + novidades! Beijos!







sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

--35 semanas. muito ansiosa.

Olá a todos! antes de mais nada, gostaria de desejar pra todo mundo um feliz 2015!!!!! E que Deus abençoe nosso ano! Eu só tenho que agradecê-lo pelo ano de 2014, pois foi nesse ano que ele me entregou meu > e melhor presente, João Lucas!!!!!
Bom, meu 2015 começou com leves contrações de treinamento, e a minha barriga está enorme. Meu amorzinho continua se mexendo bastante, e nós conversamos muito sobre diversas coisas. Inclusive sobre filmes que eu acabo assistindo, e faço questão de descrever tudo pra ele, que ainda não pode visualisar cada sena.
Dia 5 eu tenho consulta com a doutora Teresa, e estou ansiosa pra ver que é que ela vai me falar.
O fim da gestação não está sendo fácil pra min, já que o calor está insuportável, e eu estou com muita dor nas costas. Me sinto cansada, feia e enchada.
E também a curiosidade toma conta do meu coração, e eu fico pensando muito no meu filho. Em como ele deve ser, com quem se parece, se vai ter o cabelinho enrolado ou bem liso, quero saber se ele tem bochechão ou não, quero ver suas mãozinhas, se são cumpridas como as minhas, ou se são pequenas como as do pai dele.
 estou muito, muito curiosa.
E parece que me faltam tantos dias para realizar minha vontade de conhecer meu amor, que  esperar se torna algo insuportável pra mim.
Mas sentir as mexidas dele me deixam muito feliz, e cheia de vontade de tomá-lo nos meus braços e não soutá-lo +.
Eu ainda estou com medo de ter parto normal, + por conta do colo do meu útero estar baixo, pode ser que se eu tiver uma dilatação estupenda, meu amor chegue logo ao mundo.
Só pesso a Deus que esteja comigo, e tudo vai dar certo....... Eu tenho absoluta certeza disso.
Bom, por hora é só. Em breve eu retornarei com mais novidades sobre mim e o príncipe..... Beijinhos!