Google+ Badge

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

-- indignada!!!!!!!!!!!!!! brava, chateada. falando de apelidos.

Oi galerinha do bém!!!!
Salve salve 2ª né  gente.
Diasinho fresquinho por aqui, preguissozo de manhan, foi difícil  desgrudar do edredon e ir trabalhar..... Mais a gente vai, tem continha aguardando pra ser paga e tals.
Mais o tema da postagen de hoje, é  sobre apelidos.
Quem não tem um apelido, né?
Senão ganhou nem na infânsia ou na adolescencia, ganha quando se tem um relacionamento:
Amor, morzinho, bebê, neném, benzinho, rainha, rei, coração, anjo, fofo,  e dependendo do nome da pessoa, também ganha alguns apelidos compatíveis, como:
Felipe, Fernando, Fernanda, são geralmente chamados de fe.
Caroline, Carolina, Maria Carolina, e Ana Carolina, geralmente são chamadas de
Link Cah, ou Link Carol.
Mais existem também, os famosos apelidos de mau gosto.
Se a pessoa é magra demais, é  a Olívia Palito, se é gordo demais é a baleia assassina, tão pronunciada nas escolas.
Se é negro, é  o tissão, se é branco demais, é o Michael Jackson,  dentre outros.
Vocês devem estar se perguntando:
" Essa daí surtou ou o quê?
Nós vamos chegar a que pé falando disso?"
Eu ja respondo.
Eu sei, que desde pequena, eu sou " CEGA".
Okei, vocês também sabem.
Todos sabem.
Mais se tem uma coisa, que me deixa estremamente puta da vida, é ouvir assim:
" Nossa, sê viu? tem uma ceguinha ali esperando pra atravessar, vou la ajudar a ceguinha, ta?"
Ta serto que a pessoa não sabe meu nome, mais porquê que não fala diferente:
" Tem uma moça precisando de ajuda e eu vou até la."
Essa palavra -CEGUINHA-, sempre me  soou como preconceito sabe.
Mesma coisa eu virar pra uma pessoa que eu sei que é gorda e gritar:
" Ô seu gordo, tu precisa de ajuda?"
A pessoa no mínimo vai ficar super azeda comigo, e com razão. E hoje fizeram isso comigo no ponto de ônibos. Ja fazia um tempinho que não falavam assim mais hoje falaram, e eu fiquei muito nervosa.
Até quando as pessoas vam querer concorrer ao guines book, atingindo o 1º lugar de burrice?
Porra gente, tem palavras que machucam, e que não precisam ser ditas. Eu sei que eu sou cega, lido super bém com isso, mais também não precisa ficar com esse papo de ceguinha daqui, ceguinha dali poxa. Não da pra engolir, viu? Quem pertense ao mundo cegal sabe que essa parada é bitoleira demais, muito azeda, salgada a rodo, gosto nada nada disso.
Nem eu chamo outros cegos assim, e isso me deixou chateada.
Daí eu fiz a pesquisa dos apelidos, e entendi o porquê de sua existênsia.
Só queria que  alguns criacem mais  conssiencia, e pensacem no que vam falar.
A baixo segue a matéria.
Beijão pra todo mundo.
Só precisava desabafar.

Horigen dos apelidos, estraída de:
  http://www.sempretops.com/curiosidades/a-origem-dos-apelidos/
uploads/Apelido

Há quem goste de um apelido! Há quem considere seu nome tão bonito a ponto de dispensar e até mesmo se zangar se alguém lhe atribuir um apelido.

Se é Milena é Mi. Luiz é Lu. Pedro é Peu. Carlos é Cau. E por ai vai uma série de pequenos nomes que seja carinhoso ou para irritar, ganham o nome de apelidos.

ORIGEM

Muitos povos já foram escravizados por outros povos. E daí pode-se entender de onde surgiram os apelidos.

Houve um
homem
 chamado Nabucodonosor (rei da babilônia) que dominou o povo israelita, inclusive quatro rapazeas chamados Anania, Mizael, Azarias, e Daniel.

Quando estes
rapazes
 foram trabalhar no palácio, seus nomes foram mudados para Sadraque, Mesaque, Abdenego e Beltsazar.

Com o passar dos tempos, essa coisa de dar outro nome as pessoas pegou tanto que a inquisição devido ao poderio que o império Romano exercia sobre os povos,
dava outros nomes para quem não pertencia ao clero.

Ou seja, quem não era do clero, não deveria ter nome, mas sim, apelido.

Foi aí que surgiu isso de as pessoas terem que se identificar usando nomes de algum lugar ou arvores ou objetos encontrados na natureza como:
Maria de Oliveira, Marta Pedrosa, João dos Santos etc…

PLANO FRUSTRADO

Este período foi realmente um horror para as pessoas que
queriam
 que seu nome fosse posto de geração em geração.
Porem, aqui no Brasil isso não foi visto como desfeita porque quando colonizados, os colonizadores já chegaram com estes nomes.

APELIDOS

Há apelidos que nada tem a ver com o nome da pessoa. Nem tão pouco com o sobrenome. Alguns são para brincar mesmo com a pessoa.

E eles são vários.

Dos mais cômicos aos mais irritantes, já para matar de raiva o coitado que vai
carregar
 o triste nome criado para ele. Tem quem não se importe em ser chamado de “porco”, “urubu”, e tantos outros apelidos que para quem não liga, no mínimo,
deve se divertir com essa onda de apelido.

2 comentários:

Samara disse...

ooi flor! ai como detesto isso.

estrelinha disse...

Oiee dorinnhara, realmente isso machuca mesmo, eu fico louca da vida...
Teve uma vez que eu quase chinguei, porque não fala qualquer coisa menos agressiva? e tem mais preconseito né, depois quando essas pessoas chegarem a cerrta idade vão perder maior parte da visão daí querro verr quando ouvirem alguém falar assim delas. beijoooo.