Google+ Badge

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Reik (sabes.)


Sabe

Sabe, não peço nada mais

Que estar entre seus braços e fugir de todo mal

Que tudo há renunciado

Por estar junto a ti

Sabe, não deixo de pensar que estou apaixonado

Te quero confessar que sou só um escravo

Que não sabe viver sem ti

Quando você chegou

Entrou dentro do meu ser

Acendeu a luz

Me encheu de fé

Tanto tempo busquei

Mas ao fim te encontrei tão perfeita

Como te imaginei

Como agulha em um celeiro te busquei sem cessar

Como as pegadas no mar tão difícil de achar

Tanto tempo busquei

Mas ao fim te encontrei tão perfeita

Como te imaginei

Sabe, quero te confessar

Que te encontro irresistível

Não deixo de pensar

Que faria o impossível

Para ficar perto de ti

Quando você chegou

Entrou dentro do meu ser

Acendeu a luz

Me encheu de fé

Tanto tempo busquei

Mas ao fim te encontrei tão perfeita

Como te imaginei

Como agulha em um celeiro te busquei sem cessar

Como as pegadas no mar tão difícil de achar

Tanto tempo busquei

Mas ao fim te encontrei tão perfeita

Como te imaginei

Sabe, não peço nada mais que estar entre seus braços

Nenhum comentário: