Google+ Badge

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

-- enquetações.

-dizer- que- me- sinto- bém,- é - te contar- uma- grande- mentira-.
Dizer- que- eu- quero- pensar- em tudo- o que- ja- passou- para- que- tenha-  força- para- enfrentar- o- amanhan- também- é-, mentira-.
Bom gente, eu não me sinto nada legal. na minha terapia de ontem, contei até 5 pra não chorar. ando me esforsando muito  pra não afogar meus olhos em minha própria dor, mais confesso que em alguns momentos, tudo parece desmoronar sobre a minha cabeça, sobre o meu corpo.
essa postagen vai ficar chata se eu continuar falando assim.
nesse fim de semana eu não saí ( mesmo estando super afim, mais falta verba por aqui,
e eu não quero mecher mais uma vez na poupansa que fizemos nesse ano graças a deus, pro nosso casamento), e eu fiquei cansada pois aqui está mega calor, mais deu pra relachar bastante, e rir muito com o sereado que eu mais amo, chaves.
na segunda-feira as coisas voltaram a sua normalidade, e era nosso niver  de noivado, e eu ganhei uma carta linda de presente. mais não irei postá-la aqui. kkk. eu também dei uma carta pra ele, e ontem dia 18, eu trabalhei bastante, depois fui pra minha terapia e a doutora Julha me deu algumas dicas, mais sei-la, eu até gosto muito de conversar com ela, mais sinto que em alguns momentos, ela acaba se entristecendo tanto quanto eu quando eu falo sobre determinados assuntos, principalmente relacionados a figura masculina durante a minha infânsia, a figura paterna.
esse assunto sempre mecheu muito comigo, me deixa com um pouco de dor no coração.
e de la, fui realizar o 4º atendimento com o paciente desse semestre, e foi bém proveitosa essa sessão.
depois eu ainda fui pra casa acompanhada pelo noivo, e assim que cheguei, fui fazer relatórios,
pois trabalhar  e estudar não é pra qualquer 1, e a gente precisa se adiantar. kkkkkkkkkkkkk kkkkk. falou a boa aluna agora. kkkkkkkkk
pelomenos eu estou tentando me esforçar mais la na clínica.
não quero ser reprovada novamente, como ocorreu no semestre passado.
isso quase me fez trancar a faculdade.
aqui encasa,  o povo ainda ta me enchendo por causa da história do meu casamento. será que duas pessoas cegas não tem o direito de serem felizes?
meu sogro é um mão de vaca, ignorante que ja não se importa com mais nada, e eu agradeço a deus por isso, pelomenos não enche o saco.
e hoje dia 19 eu fui trabalhar, e tem supervisão do meu tcc.
eu adoro esse tema, e vou levar alguns textos pra aula, os interessantes até vou postar aqui, pois falam de esportes para deficientes, e aqui se fala de tudo, principalmente de deficiência, não é? kkkkkkkkk
aqui continua calor, e eu estou cansadinha mais preparada pra aula de hoje que vai ser curta.
bom meus amores,  por hora é só, acho que ja prolonguei demais meus assuntos.
beijos a todos e todas.

3 comentários:

Fernanda!!!! disse...

Oooieees amor!
Quanto tempo que eu não venho aqui, né?
Mais saiba tu que eu ando lendo tudo o que sê posta, só não tava comentando.
Mais nada melhor do que voltar a comentar no meu blog favorito, né?
É, eu sei que as coisas andam péssimas aí dentro do seu coraçãozinho.
Sei que tem dias que parece que tudo vai desmoronar sobre si.
Mais eu acredito piamente que toda essa fase de turbulência vai passar, e logo você poderá sorrir de novo, sem nenhum resquício de tristeza no teu rosto.
Putz, vc faz coisas demais menina, mais só uma obs, vc não é péssima aluna como vc diz, vc é ótima aluna, e eu posso falar isso com absoluta certeza.
Que bom que no fds vc conseguiu relaxar vendo Chaves, sê ta precisando mesmo disso.
Ee, devia ter postado a carta do cunhado aqui sim, viu?
E que bom que pelo menos a doutora Julha está te ajudando um pouco.
É, esse negócio da figura paterna da tua infância é mesmo bem complicado pra ti, sei bem como é.
Ee, posta textos sobre a psicologia do esporte aqui sim.
Vou gostar de ler.
E só pra vc não esquecer, eu amo vc, e estarei contigo sempre, em todos os momentos.
Um beijão.
Fer.

dorinnha radashy disse...

obrigada pela força menina, e eu senti saudades de vc por aqui. pra variar, né?

Fernanda!!!! disse...

Oie menina.
Eeh, não me agradeça por nada, pois quem lhe agradece sou eu.
Eu também morri de saudades suas né menina, ainda tô com saudades, porquê não matou tudo ainda não.
Um beijão.