Google+ Badge

segunda-feira, 6 de abril de 2015

mamãe dv contando suas esperiências!

Olá a todos(as) hoje eu vim falar a respeito das minhas esperiências como mãe dv.
quando o meu filho nasceu, o 1º banho foi dado por uma enfermeira no hospital. e depois, no 2º dia de vida dele, uma outra enfermeira passou  no quarto, afim de ensinar todas as mamães, a darem banho em seus filhos. Mas quando chegou a minha vez, ela disse:
"bom, no seu caso, é melhor que uma pessoa que esteja acostumada com você te explique como é, porque eu não me sinto preparada."
eu fiquei chateada, e me sentindo anormal por isso. porque as outras meninas tinham que aprender, e eu não?
por 1 acaso eu não ia cuidar do meu filho? eu pensei comigo que aquilo não ia me abalar, e que eu conseguiria sim dar banho no meu filho. eu nunca fui de deixar que as situações me dominassem.
o tempo foi passando, e eu não dei banho nele até o umbigo dele cair, que foi no dia 17/02.
eu fiquei feliz, pois a ausência  desse umbigo, significaria pra mim muitos avansos com relação a ele.
 e dar banho nele pela 1ª vez, foi incrível. eu criei coragen, e decidi que daria banho nele no chuveiro.
ops, o certo não seria dar banho nele na banheira?
sim, + eu fiquei com medo dele escorregar.
eu disse a ele que me perdoasse pela inesperiência, + que eu tinha lhe prometido que cuidaria dele acima de qualquer coisa, e que ali eu estava comessando a cumprir com a minha promessa.
quando nós saímos do chuveiro, eu me senti realizada. feliz. me senti uma mãe completa. uma mãe que da banho, que amamenta, que troca, que leva pra tomar sol, que penteia o cabelinho, que passa perfume, que acalma na hora das cólicas, que da cha, que faz dormir!!!!!!!!!
a segunda vez ja foi bém mais fácil pra mim. era um domingo nublado, e lá fomos nós. encarar uma água quentinha e muita espuma!!!!!!!!!!
daí em diante, tudo acabou se tornando uma atividade praseirosa pra nós 2. é muito difícil ele chorar durante os banhos. la nós conversamos, eu canto pra ele, e às vezes até coloco algumas músicas pra que ele relache, e curta o momento.
fiz esse post, afim de relatar que por + que as pessoas achem que a dificuldade está bem diante de qualquer deficiente, ele pode superá-la se quiser, e se tiver força de vontade. a dificuldade não pode ser > que a nossa limitação.
hoje eu me sinto extremamente segura em cuidar do meu filho.
é claro que sempre existem questões novas, que acabam surgindo + conforme o tempo vai passando, tudo acaba se normalisando.
no começo nada foi fácil. não foi fácil amamentar. afinal de contas eu tenho que colocar meus dedos em forma de "c" para que ele não seja sufocado pela minha mama que pode tampar seu narisinho.
não foi fácil dar a 1ª mamadeira de cha, pois eu ficava com medo dele sugar o bico, se esquecer de respirar. + eu aprendi que quando se da uma mamadeira, se balansa vagarosamente as pernas, para que a criança não se esquessa de respirar. evitando assim que ela engasgue com o líquido em questão.
não foi fácil colocar a 1ª fralda, pois ele batia as perninhas, e ela ficava torta. + conforme o tempo foi passando e as trocas foram aumentando, a mamãe aqui ja se tornou craque nisso tudo!!!!!
por isso eu digo:
cuidar do meu filho, não é pra mim como se eu superace um desafio. cuidar dele é uma realização. é um praser imenso, cuidar dele pra mim, é concretisar um sonho que eu nutria a muito tempo. cuidar dele, é um privilégio que deus me deu, e eu sempre serei grata por isto.
ontem ele completou 2 meses de vida, e eu me sinto extremamente feliz, e realizada. enserro esse post, desejando a todos uma boa semana, e em breve eu volto com + algum artigo, e com outras esperiências da maternagen! até breve!


Nenhum comentário: