Google+ Badge

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

resoluções verso irritações. Han? é!

........ Que dizer quando a vida vira de ponta cabeça?

... Que fazer além de ouvir Michael Jackson na > altura pra não pensar nos problemas? Nas dores? Nas angústias?

...[ É isso aí que eu andei fazendo.]
Eu ja falei pra vcs que eu estava brigada com o meu noivo.
Ainda não resolvi tudo não, mais confesso que ele ficou andando que nem louco atrás de mim.
Ontem ele me contrariou e apareceu la na faculdade pra me buscar, daí ele disse que queria conversar comigo e tals.
Eu falei um monte, coloquei tudo pra fora, chinguei mesmo.
A gente, eu tenho paciencia pra suportar até um certo ponto. Passou disso, não da mais, e eu falo aquele monte. Mais nesses quase 6 anos ele sabe, ele sabe.
Hj dia 28/02/2013, ja fazem 6 anos que ele me pediu em namoro. Yaaaa. o tempo passa, e eu me lembro de tantas coisas.
Das nossas conversas, das primeiras cartas, das nossas risadas, das palhaçadas, da descrição quanto a etinia dos nossos filhos, até de casamento a gente ja falava, isso que era se adiantar, hein?
Lembro também das primeiras brigas, das desnonfiansas, lembro de pessoas indesejáveis,  lembro da família dele, lembro das inúmeras perguntas que os sobrinhos dele me fizeram, lembro dos nossos paceios restritos, lembro que nesse tempo eu era mais calma.
Mais ainda assim, ja tinha extresse percorrendo as veias.
Lembro de quando ele ia me buscar na escola, lembro das escapadelas no dia 12 de Junho.
Lembro das festas chatas que a gente ia, lembro de tanta coisa meu, que se for falar, afeeee.
Dois ceguinhos.
Desfilando pelas ruas de sampa de mãos dadas.
Comendo um pastel, tomando uma coca e falando besteira..... aaa la vamos nós!!!!
Lembro de quando ele me levou pra jantar fora, lembro do dia em que ele me levou no motel mais caro da cidade, lembro do 1º buquê de rosas vermelhas que ele me deu, me lembro da nossa 1ª aliança de noivado, me lembro da flor de pelúcia, me lembro dos perfumes, lembro que ele me deu uma bolsa enorme que eu nunca conseguia encher, me lembro de quando ele comprou a minha bengala. Me lembro de quando eu ia escolher suas camisas, sapatos, e perfumes.
Me lembro de quando estávamos planejando ter nosso 1º bebê que ( a propósito nunca veio), me lembro de quantas e quantas vezes ja choramos por causa da cegueira, por causa de família, por causa de amigos, por causa da nossa relação, por causa do bebê que queríamos e ainda queremos, por causa de tantas coisas!!!!!
Dividíamos  o calor do sol durante o dia, e o brilho da lua durante a noite.
Éramos como o mar e as ondas.
Inseparáveis.
Éramos tão fortes como as roxas, tão esperansozos como uma criança. Éramos como casinhas de boneca de janela fechada.
Mesmo sem enchergar nada, criávamos um mundo nosso. onde em tudo se podia por a mão, e o que não se via com ela, se via com o coração.
Ô, foram tantas coisas.
Nossa 1ª viajen juntos, a 1ª vez que dividimos a mesma cama, a 1ª vez que ele me disse:
" Eu te amo...."
Esse post é maluco, eu sei. É só um balanso da relação.
Que teve seus momentos irritantes, mais parece que nossos maiores problemas ao longo dos 6 anos, puderam ser administrados e resolvidos.
Eu consegui fazer com que ele acabasse seus estudos, arrumasse um emprego médio, e aceitasse a cegueira.
Ele me fez enchergar além do que eu sabia.
Além do mundo em que eu vivia.
Ele me fez aprender a duras penas, que o preconceito não está enrraizado somente nas pessoas de la de fora. Mas também nas que nos rodeiam aqui dentro.
Ele me ajudou em vários momentos difíceis.
Me estendeu as duas mãos quando eu ia desmontar.
Foram tantas coisas.
Nem da pra contar tudo aqui.
Mais foram coisas que nos ensinaram a construir o que chamamos de " noivado", que daqui a 6 meses, acabará se tornando um matrimônio.
Quanto tempo vai durar eu não sei.
Só sei que o tempo que estiver sendo pré destinado a ele, poderá e deverá ser um " tempo feliz."
Entre erros e acertos.
Entre risos e lágrimas.
Entre não e sim.
Entre o pessoal e o racional.

6 comentários:

Ikki disse...

É Dorinha, vocês tem uma história linda juntos. Penso que num relacionamento um deve apoiar o outro, um deve torcer pelo outro e um deve ensinar ao outro. Vocês nesses 6 anos aprenderam e muito e amadureceram também e o que importa é o que sentem pelo outro.

Beijos

dorinnha radashy disse...

é ikki. uma história cheia de altos e baixos, mais de vez enquando é bom fazer um balanso. rever os pontos positivos e negativos, e fazer com que ela melhore cada vez mais.

PM disse...

Oi Dorinha!
Michael Jackson nas alturas?? nunca tentei essa terapia de esquecer rss
o meu problema é gostar de musica de fossa rss
Voce contou os momentos bons com seu noivo e ficou tao bonito que ate pareceu um poema!!
Todo mundo fala pra guardar somente os momentos bons e esquecer os ruins né.. falam que esse É O SEGREDO!!
Eu tambem uso a balança sempre pra pesar se vale a pena ou não e pra ser sincera, muitas vezes só pesam os estresses e decepções mas nao posso me dar o luxo de ficar sozinha nas condições que estou e nao tenho forças pra procurar "um novo amor" entao... fico com este mesmo rssss
Uma vez eu disse pra minha tia que parece que eu "vivo de migalhas de amor".. com "as gotinhas de amor" da fonte seca, lembra?? rss
pois é... ainda tenho esperança que isso tudo mude...
Pelo que percebi, no seu caso, parece que é tanta agua na sua "fonte" que te afoga...
Sinto que somos palhaços numa corda bamba em busca de equilibrio e sem saber oque nos espera do outro lado da corda...

dorinnha radashy disse...

Oi PM! adorei, adorei a sua definição mocinha. é isso mesmo. tem tanta " água na minha fonte", que me afoga!!!!! peloamor de deus. eu não sei que é pior. ficar ceca ou afogada.

estrelinha disse...

Nossa dorinha, realmente quando estamos pra concluir tudo temos as lembranças que mesmo sendo algumas horríveis, se tornam maravilhosas.
Vc sabee como é bom poder olhar pra tudo isso e dizer venci, eu venci!!! Te desejo toda sorte do mundo!!! beijão.

dorinnha radashy disse...

obrigada fia. quero que vc me deseje isso la no dia em. vai ter que faltar da facul pra ir la.... tem que ir.!!!!!! vc vai, né?