Google+ Badge

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

-- O taxi, o meu domingo, o dia do psicólogo, e a anciedade pra 1ª terapia depois de muito esperar.

Ooi gente! aqui estou eu dinovo, querendo  falar sobre tudo o que aconteceu comigo ontem. Sabe, ontem eu tirei o domingo pra mim e pro meu ursinho, nós estávamos precisando viver um momento só nosso, e a gente extressa demais, ainda mais porquê a gente trabalha com telefone e todas as bombas das coisas, caem sobre os telefonistas idiótas. Idiotas pelo fato de não podermos responder a autura pra variar, né?
Tem que manter o script da empresa.
Que saco, eu fico puta com isso meu!
Se gritam, eu não posso gritar por quê, eu não sou ser humano que nem eles?
Eu não tenho que pagar imposto que nem eles?
Ee, só por causa de um script eu tenho que engolir sapos e lagartos? Droga!!!!
Mais então. daí nós saímos daqui de casa cedo ( porquê ele veio me buscar), e fomos até a padaria venesa, e la nós ligamos pro ponto de taxi mais próximo, e a mocinha demorou pra achar um taxi que pega cartão de crédito, mais quando ela encontrou, nós falamos que somos deficientes visuais, e que  era pro motorista se identificar quando chegasse. dito e feito. nós permanecemos onde estávamos ( de frente pra venesa), e la chegou um carro que estacionou, e saiu de la uma mão forte que segurou a minha e depois a dele, nos comprimentou e nos conduziu até o carro que estava ligado logo a nossa frente.
 E la  nós entramos, e dissemos que íamos pro anonimato, e perguntamos se ele sabia como chegar la, e a resposta foi sim, mais não era ele, e sim ela, Daiane.
Vou explicar antes que todos pensem que somos loucos.
A voz era masculina, o braço também.
Por isso que dissemos " ele", envez de " ela".
Eu fiquei com vergonha e até pedi disculpas mais ela entendeu.
Daí fomos conversando até la, e demos altas risadas.
Assim que chegamos, ela conversou com a recepcionista, que falou a respeito das swits disponíveis e nós escolhemos uma duplex, e depois disso ela conduziu o carro até a garagen da swit 39, e depois ela me entregou a chave, e disse que quando quisécemos ir pra casa, poderíamos ligar pra ela, e assim foi.
Passamos 5:00 la dentro, e confesso que deu sim pra relachar, eu gostei muito, e nós conversamos muito sobre o nosso casamento ( não vejo a hora, estou anciosa/nervosa).
 E é claro que nós também namoramos bastante, e até que a questão da esterelidade dele ta melhorando um pouco, pelomenos a gente parou de tocar nesse assunto, enquanto não casar não da pra avansar muito.
E por fimm, chegou a hora do almoço que era cortezia da casa, e la fui eu ligar pra recepção, e quem atendeu foi uma moça simpática, Eliane.
E la ela  leu o menú pra mim, mais pra isso eu tive que explicar que somos dv's, senão ela não leria pq ela disse:
" O cardápio está em cima da mesa que fica no centro do quarto moça, é só escolher e depois pedir!" Daí eu:
" A sim, mais sabe que é, nós somos deficientes visuais, não da pra ler o cardápio.
Você pode me dizer o que temos hoje pra comer??"
E ela:
" A sim, claro.
Me desculpe.
Vocês estão em qual swit?"
Daí eu passei as devidas informações pra ela, que leu tudo como eu disse a cima, e nós escolhemos macarrãoe filé minhon  pois os dois amamos as maças, mais uma coca pra mim ( sou viciada), e por fim quando a comida chegou eu arrumei a mesa, e ele foi me ajudando, tipo abrindo a latinha dos refrigeirantes e colocando os canudos dentro das mesmas, colocou os pratos na mesa, e os talheres a esquerda de cada 1 deles, e colocou o porta guardanapo no centro da mesa, para que fosse utilisado pelos dois, e etc.
Depois de comer eu coloquei os pratos no local indicado que é um compartimento de madeira com as repartições exatas pra pratos e talheres, e depois nós tomamos uma tassa de sorvete, e depois fomos pra banheira, e depois ainda fizemos várias coisas, e quando nosso dia acabou ligamos pra Daiane que apareceu la pra nos trazer pro mundo real.
E nós ainda conversamos muito com ela, mais essa história de voltar a realidade não foi nada boa. 
Que droga, la era tudo perfeito.
Sem ninguém pra encher, banheira pra relachar.
Mais nada dura pra sempre.
Daí depois de tudo isso, eu cheguei encasa e ja me sentia leve.
E eu ainda falei com a fer e fiquei feliz por isso.
Mais também deu pra me aborrecer pq ela não me manda logo o resto do livro.
kkkk eu sou curiosa e ela sabe, mais continua enrolando.
Hoje é dia do psicólogo, e dô os parabéns a todos (as), que praticam essa profição tão nobre, linda e acolhedora.
Espero me formar pra me orgulhar desse dia.
E ja tem 50 anos que a psicologia  é presente no nosso país.
Prometo que eu posto uma matéria aqui sobre ainda hoje.
Daí eu nem fui pra facul, era só palestra e quando eu cheguei me cansei pois como todos estão trabalhando, e eu cheguei 1º, devia e fui mesmo arrumar toda a casa, e eu estou com um pouco de cólica.
A licitação foi canselada, por isso a call permanece la, até 2ª orden.
Hoje de manhan eu pedi pra Deus me ajudar ou a conseguir outro emprego, ou a deixar a empresa de pé.
E eu estou um pouco nervosa por conta de alguns problemas familiares, mais é só amores, chega de falar, né?
Beijos pra todo mundo.
Logo tem a matéria prometida.
Ps:
Amanhan eu tenho a minha 1ª terapia com a doutora Julha como eu disse anteriormente, e vamos ver se eu gosto, estou precisando de alguém que me entenda. Beijos. 

Um comentário:

Páginas Da Minha Vida disse...

OI Dorinha!

Psicologia é uma profissão muito bonita.Poder ajudar o próximo a superar problemas, deve dar uma satisfação imensa!

E sobre meu texto, amizade é um assunto complicado mesmo.Apesar de saber que algumas amizades são temporárias,dói quando elas vão embora.é muito ruim.Quanto as suas que foram embora quando você mais precisou, pense que elas não eram verdadeiras e que você é melhor sozinha do que ao lado deles.isso não se faz.

Bjs e bom final de semana ^^